Início | Cursos in Company| Matérias e Artigos | Testes| Contato

TEMPO: O ENIGMA DE DIMENSÕES E CONCEPÇÕES

Jornal Tribuna da Imprensa

Se você vive para vencer o próprio recorde, ou seja, faz uma tarefa em tempo cada vez mais curto, chega cada vez mais cedo ao trabalho, à reunião, entre outros compromissos, fique certo de que você é um sério candidato ao estresse, e que sua qualidade de vida pode estar comprometida.

 

Este estio de vida frenético, adotado, sobretudo por gerentes e empresários, pode custar muito caro; eles correm o risco de perder um funcionário exemplar, por doença relacionada ao excesso de tarefas. Além disso, quando em uma equipe, alguém age desta forma, a gerência desprestigia os demais, em detrimento da “formiguinha atômica”.

 

Enquanto os frenéticos querem derrotar o tempo, há os que são escravos dele e costumam dizer “só o tempo dirá” ou “o tempo não espera por ninguém”. Desistem de mudar de profissão, de casar, de estudar e até mesmo de aproveitar a vida porque sempre é muito cedo ou muito tarde. São pessoas rígidas, que fazem sempre as refeições à mesma hora, mesmo que estejam sem fome; a hora de acordar e de ir dormir são rigorosamente as mesmas. Quantos casamentos são desfeitos por este tipo de comportamento?

 

Tais pessoas possuem um relacionamento interpessoal difícil com filhos, cônjuges, colaboradores e amigos. Podem até adotar comportamentos ainda mais rígidos como: dia e hora de namorar, de ir ao cinema, de visitar amigos entre outros. Esta prisão ou escravidão ao relógio impede que estas pessoas usufruam a vida. Vivem sempre preocupados em seguir seus planejamentos ou hábitos rígidos ligados ao tempo.

 

Mas os problemas relativos ao tempo ainda vão mais longe. É o caso daqueles que não conseguem lidar com ele, por considera-lo um enigma, um mistério. Possuem grandes dificuldades em dimensioná-lo, de assumir compromissos a médio e longo prazo ou ainda, cumprir horários. Vivem eternamente ansiosos e preocupados. Em alguns casos, conceber o tempo como mistério é uma forma de sabotar a realização de um projeto de vida importante, procrastinando-o por medo do fracasso ou de desagradar os outros. Caindo desta forma nas amarras do perfeccionismo ou da dificuldade de dizer não.

 

Há outros que vivem no futuro em vez de viver “o aqui agora”. Preocupam-se rigidamente com o planejamento que, neste caso, é tão destrutivo quanto à falta de planejamento. Vivem perseguidos por sentimentos de culpa que corroem até a própria alma.

Daí muitos terem medo até mesmo de fazer o curso de Administração do Tempo achando que irão ficar aprisionados. Só não sabem que a sua prisão é interior. Que são os carrascos de si mesmo. Que triste distorção! O tempo é vida e aprender a usá-lo eficazmente é uma forma de aproveitar mais e melhor todos os seus aspectos.

 

Devemos considerar o tempo como o nosso grande aliado, um recurso que possuímos para usar em nosso favor. Jamais devemos esquecer que o tempo é vida e que a vida é o dom mais precioso que Deus nos deu.

 

 
© Copyright 2007. All Rights Reserved. Contato: branca@brancasampaio.pro.br (21) 2265-3084 / 7635-9038